Capa Como manter a cultura empresarial mesmo com equipe remota?

Como manter a cultura empresarial mesmo com equipe remota?

Já estamos há mais de um ano vivendo e trabalhando de forma remota (nas profissões que assim o permitem). Mas pontos importantes do funcionamento das empresas precisam se manter independente da distância entre membros da equipe. Como manter a cultura empresarial mesmo com equipe remota durante a pandemia? É o que iremos analisar a seguir.

O que é cultura empresarial?

Cultura empresarial ou corporativa é um conjunto de valores, hábitos, regras de convivência e crenças compartilhado por integrantes de um determinado ambiente de trabalho e que auxilia na tomada de decisão e no direcionamento das ações de cada um deles. 

Qual a importância da cultura empresarial?

Ao lado da cultura organizacional, a cultura empresarial é um dos principais componentes para o sucesso de uma empresa. Ela envolve elementos como capital social, planejamentos financeiros, estratégicos e tributários, funcionários, estratégias de marketing e planos de ação. 

Outro fator de importância da cultura empresarial se dá quando parte da equipe vem de uma cultura diferente e se faz necessária uma adaptação para que a produção continue fluindo normalmente. 

Uma pesquisa do app FYI mostrou que o aperfeiçoamento da cultura empresarial é o ponto principal que empresas podem fazer para melhorar o trabalho remoto. A cultura aperfeiçoada se refere à melhorias como horários mais flexíveis, utilização de tecnologias para facilitar o trabalho ou apoio e encorajamento da equipe. 

Quais os tópicos da cultura empresarial?

  • Inovação
  • Relação de estabilidade e crescimento
  • Atenção aos detalhes pelos colaboradores
  • Orientação na busca por resultados
  • Orientação para pessoas
  • Espírito de equipe
  • Competitividade

Quais os tipos de cultura empresarial?

Poder

Concentração da liderança em apenas uma pessoa, geralmente o proprietário, sócio majoritário ou gerente de organização. Há incentivo de competição entre os colaboradores para conquistar resultados. Bastante comum em pequenas e médias empresas, que costumam ter apenas um proprietário. Este tipo de cultura costuma também gerar conflitos internos e a consequência direta é a limitação no crescimento da empresa, uma vez que não há espaço para o desenvolvimento das habilidades individuais dos colaboradores.

Papéis

Cada pessoa tem suas funções claramente definidas, bem como a hierarquia. Esse pensamento limita o espaço para inovações e melhorias no processo, e ainda provoca uma acomodação dos funcionários sem preocupação de crescimento dentro da empresa.

Tarefas

Tem como objetivo incentivar que colaboradores busquem solucionar problemas na empresa. Por isso normalmente são formados por equipes de profissionais criativos e proativos. A equipe também conta com profissionais específicos para algumas atividades. Enquanto outras áreas da empresa possuem flexibilidade tanto na rotina, quanto na abertura para criar soluções e melhorar a produtividade. Esse comportamento também cria um ambiente mais positivo e funcionários mais motivados, pois sugestões e ideais serão sempre bem vindos.

Pessoas

Com um espírito de valorização dos esforços e colaboradores, esta cultura empresarial favorece o crescimento dentro da empresa, seus talentos, a integração e o trabalho em equipe. Ao mesmo tempo, os funcionários possuem abertura para fazer sugestões e prover ideias e críticas. Há também planos de carreira ou investimentos em treinamentos com o intuito de reter talentos, e eventualmente formando líderes que cresçam com a empresa. Apesar de ser um modelo bastante positivo, é importante não focar apenas nas pessoas e menosprezar outros recursos como a infraestrutura, investimentos ou relacionamentos com parceiros. 

A cultura empresarial frente uma equipe completamente remota

É bom lembrar que mesmo antes da pandemia, isso já era um desafio. Ainda mais difícil é manter esse ecossistema entre associados, empresas colaboradoras e freelancers fora da estrutura corporativa. 

De acordo com um episódio do Harvard Business Review, o sucesso do trabalho da equipe remota se apoia em três princípios: comunicação, coordenação e cultura.

Comunicação e coordenação são facilmente alcançados através de contatos em tempo real e ferramentas de compartilhamento social. Por outro lado, a cultura é o que cria um real senso de confiança e compromisso.  Por isso melhorar a cultura é uma das maiores preocupações dos líderes de empresas frente às incertezas que enfrentamos em 2021 em que a pandemia continua. 

“Mais e mais, empresas estão começando a entender que eles precisam mostrar aos seus funcionários que eles os valorizam como pessoas.”

Mark McClain, CEO e co-fundador do SailPoint e autor. 

McClain observa ainda que problemas dentro da cultura do ambiente de trabalho podem evoluir e levar a problemas. Por exemplo, gerando desde relações tóxicas, baixa na produtividade e a maior rotatividade de funcionários. Ele afirma ainda que enquanto empresas tentam balancear a equipe remota com o locada, é crítico que esses problemas na cultura sejam diagnosticados e resolvidos. No entanto, líderes não costumam ter tempo para investigar as raízes destes problemas ou não sabem como realmente acessar sua equipe e encontrar soluções. 

Como manter a cultura empresarial com a equipe remota?

McClain oferece algumas dicas de gerenciamento para construir um ambiente de trabalho melhor em 2021.

1. Tornar a saúde e bem-estar de seus funcionários uma prioridade

Torná-los prioridade induz à maior produtividade para a sua empresa. Este é o momento de revisar a segurança no espaço de trabalho e coletar ideias dos funcionários sobre trabalho remoto versus a volta ao escritório. Bem como sobre comunicações internas, e analisar práticas de gerenciamento para assegurar que você está lidando com essas necessidades e preocupações. Além disso produza pesquisas com os funcionários para adquirir Feedback útil.

2. Contrate pessoas que se adequem à sua cultura empresarial

Algumas pessoas podem ser muito competentes mas nada educadas, ou podem ser muito simpáticas mas pouco produtivas. O lado ruim costuma superar o lado bom, por isso é importante já escolher profissionais que se encaixem bem à sua cultura empresarial.

3. Esteja atento à culturas falsas

Há empresas que oferecem vantagens como massagens ou cerveja grátis para atrair funcionários. Mas eventualmente as pessoas percebem que apenas um ambiente moderno e uma mesa de ping-pong não fazem uma empresa de sucesso. Antes de mais nada, uma cultura organizacional ideal é um reflexo de como empresas tratam seus funcionários e também criam produtos úteis. 

4. Aumente a participação dos funcionários

McClain afirma que os líderes devem se esforçar ao máximo para manter os funcionários comprometidos. Se, a princípio, pode ser um pouco difícil perceber quais são os funcionários não tão comprometidos, esse “feeling” é desenvolvido com o tempo. Embora nem todos os líderes estão dispostos a fazer isso, pode ser um erro, segundo McCain. Uma vez que mostrar um interesse genuíno pode revelar problemas que podem levar o funcionário a buscar a ajuda que ele precisa.

5. Promova um equilíbrio entre trabalho e vida 

Ter uma equipe extremamente dedicada e disposta a ir além é muito bom, porém esse esforço da equipe não pode ser extremo. Esgotá-los, prejudicar sua saúde ou suas relações familiares não devem ser uma possibilidade. Até porque isso irá prejudicar a empresa, a longo prazo. 

“Nutrir sua cultura interna”, diz McClain,“ permite que as pessoas e os negócios prosperem. Nunca foi mais importante do que agora, após um ano de caos e com mais incertezas pela frente.”

Converse com nossa equipe no Think.lab Coworking e conheça as inúmeras vantagens de se trabalhar num local com amplas possibilidades de fazer networking, aumentar a produtividade e desenvolver mais a cultura empresarial da sua equipe.

📍 Av. Marquês de São Vicente, 230 – 18º andar. Barra Funda – São Paulo/SP
 📞 11 3205-1108
 📱 11 94303-9404